O toque mágico de Ricardo Costa


Secretário de Cultura de Minas Gerais, Ângelo Oswaldo de Araújo, recebe escultura do palhaço da folia das mãos de Ricardo Costa, em visita ao ateliê, durante a Festa do Rosário.

Cerca de vinte obras do artista plástico dorense Ricardo Costa poderão ser conhecidas pelos visitantes do Centro de Arte Popular Cemig, que integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

A exposição exclusiva de Ricardo Costa será inaugurada no dia 10 de dezembro, às 19 horas, com presença do artista e do secretário de Estado da Cultura, Ângelo Oswaldo de Araújo, entre outros convidados, e deverá permanecer em cartaz até 14 de fevereiro de 2016, com entrada gratuita.

A exposição começou a ser articulada quando o secretário esteve em Dores do Indaiá em agosto deste ano, durante a Festa do Rosário, em visita ao ateliê de Ricardo Costa. Reconhecendo o valor da obra do artista para a cultura local e como representação genuína da arte popular brasileira, Ângelo Oswaldo, que tem raízes dorenses, decidiu contribuir para a divulgação do trabalho do escultor.

Recentemente, Ricardo Costa também recebeu em seu ateliê o diretor e curador do Centro de Arte Popular Cemig, Tadeu Bandeira, que selecionou vinte peças, esculpidas em madeira e em pedra sabão, para a mostra na capital mineira. Segundo ele, o recurso que permitiu a realização da exposição é oriundo do Banco Mercantil do Brasil, em caráter extraordinário.

Neste ano de 2015, Ricardo Costa completa 25 anos de arte e suas obras são inventariadas pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Dores do Indaiá.

VISITE!

O toque mágico de Ricardo Costa
Centro de Arte Popular Cemig
Rua Gonçalves Dias, 1.608
Funcionários
Belo Horizonte – MG